Organização hospitalar de Joinville e região será debatida em Audiência Pública

1126

No dia 7 de agosto próximo, uma sexta-feira, das 13h30min às 18h será realizada uma sessão especial da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Joinville (ALESC) que tratará do tema “Organização Hospitalar de Joinville e Região”. O evento acontecerá no Salão Nobre da ACIJ, com cerca de 250 lugares e neste dia estarão presentes os prefeitos das regiões Norte e Nordeste do Estado, representantes da Secretaria de Estado da Saúde, Câmaras de Vereadores, servidores públicos que atuam no setor em postos estratégicos, secretários municipais de saúde, médicos, gestores da área de saúde, líderes e representantes da sociedade civil organizada, como as associações empresariais, educacionais e de serviços, como os Rotarys Clubes, Associações de Moradores, Corpo de Bombeiros Voluntários, estudantes e a sociedade em geral, que fazem parte da Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) para debaterem a organização hospitalar de Joinville e região.

A coordenação deste evento está a cargo da ALESC, através do trabalho do deputado estadual e médico associado da SJM, Dr. Dalmo Claro de Oliveira e apoio da SJM, que vem trabalhando nos últimos meses na fase de sensibilização da comunidade civil organizada para o projeto de construção de um novo hospital eletivo para Joinville e região. Dr. Dalmo esteve na sede da SJM, durante reunião almoço com a diretoria no dia 29 de junho e nesta oportunidade confirmou a aprovação dos demais deputados da comissão para que o evento em Joinville seja um sucesso e com real envolvimento da sociedade.

O projeto de construção de um novo hospital público geral e eletivo para Joinville, com atendimento misto, ou seja, tanto para os pacientes do SUS, como dos planos de saúde e particulares, que vem sendo trabalhado pela SJM desde o final de 2013, já conta com o apoio das entidades empresariais da cidade, como a ACIJ, CDL e Ajorpeme, Secretaria Municipal de Saúde, hospitais públicos e privados da cidade e vai avançando para a conclusão da etapa de sensibilização, uma vez que já existe a unanimidade de que a maior cidade do Estado, polo regional dos serviços de saúde para as regiões Norte e Nordeste do Estado, precisa urgentemente de uma unidade hospitalar que responda às necessidades da população nos próximos 25 anos.

Com esta nova unidade, todo o sistema hospitalar existente dentro dos serviços públicos de saúde, seriam reorganizados para melhor atendimento e com isso maior efetividade dos serviços prestados. No entanto, conforme o presidente da SJM, Dr. Antônio Garcia, que vem acompanhando de perto dos encontros do Conselho Municipal de Saúde, onde a cada encontro desfilam problemas que se repetem ao longo dos anos, antes do fechamento da primeira etapa é necessário ampliar este debate, permitir que todas as instituições que representam ou participam direta e indiretamente dos serviços de saúde possam dar sua contribuição e que este projeto não seja de uma entidade, mas sim a manifestação da vontade e da necessidade de toda uma região.

Foi com este intuito, que depois de algumas reuniões com o médico associado da SJM e hoje deputado estadual, Dr. Dalmo Claro de Oliveira, iniciadas em maio último, que surgiu a idéia de buscar apoio para a realização de um evento que congregue estas lideranças e representantes comunitários para um debate público e que ao final do mesmo, se redija um documento que consolide este projeto e mais do que isto, que seja o porta voz dos passos seguintes para o novo hospital tornar-se realidade, sair do papel. “A sociedade tem clamado por novas unidades hospitalares. Nossa ideia é promover uma discussão rica, dando oportunidade a todos ali se manifestarem. A partir do evento, daremos o prazo de 30 dias para recebermos por escrito as sugestões das entidades, para que possamos registrá-las e encaminhar ao Governo do Estado e demais esferas governamentais, comunitárias e empresariais”, defende o parlamentar Dr. Dalmo Claro de Oliveira.