Médico patologista de Joinville tira primeiro lugar na prova de título da SBP

286
Médico patologista de Joinville tira primeiro lugar na prova de título da SBP
Médico patologista de Joinville tira primeiro lugar na prova de título da SBP

O médico patologista, Dr. Giuliano Stefanello Bublitz, que integra desde 2009 o corpo clínico do CEDAP (Centro de Diagnóstico Anátomo Patológico), maior laboratório de patologia do Estado com outros 10 profissionais especialistas, recebeu no final de junho último uma notícia muito especial da Sociedade Brasileira de Patologia. Ele prestou prova para o título de especialista nesta área em abril deste ano e na divulgação do resultado da titulação, foi informado pela SBP que alcançou o primeiro lugar no Brasil entre todos os concorrentes desta área no ano de 2017.

Segundo ele, este feito é resultado da experiência que acumulou no CEDAP nestes quase oito anos de trabalho em Joinville. “Além de muito trabalho que oportunizou adquirir maior experiência na atuação dentro de um centro médico maior, tenho a oportunidade de atuar num local com permanente pesquisa e atualização. O CEDAP é um serviço altamente especializado e que é acreditado desde 2001 pelo Laboratory Accreditation Program – College of American Pathologists (LAP-CAP), um programa de controle e garantia de qualidade específico para laboratórios de patologia mais antigo e referência mundial na especialidade e desde 2004 também acreditado com excelência pela ONA (Organização Nacional de Acreditação). Além disso, também fui adquirindo maior experiência e conhecimentos como professor da Univille, no Curso de Medicina e na atuação como médico legista no IML de Joinville”, afirma Dr. Giuliano.

Formado na UFPel (Universidade Federal de Pelotas) desde 2005, Dr. Giuliano realizou a residência médica em Patologia no Hospital de Clínicas da UFPR (Universidade Federal do Paraná), concluindo a especialização em 2009. Logo depois recebeu convite para atuar em sua área em Rio do Sul e logo iniciou o Mestrado na Univille em Saúde e Meio Ambiente. “Foi nestas idas e vindas do mestrado, que acontecia todas as quintas e sexta-feiras, que conheci a equipe do CEDAP. Passava meu tempo vago dentro do serviço discutindo casos e trocando experiências, até que veio o convite para integrar o corpo clínico do serviço”, conta.

De mudança para Joinville junto com a esposa que também atuava em Rio do Sul no final de 2009, ele iniciou também sua carreira na área acadêmica da Univille. “Não tive pressa em buscar a titulação da SBP e acredito que este tempo de trabalho, de acúmulo de experiência e conhecimentos, com intensa produção científica, me ajudaram na conquista do primeiro lugar da titulação da sociedade. Não temos em nossa especialidade contato direto com o paciente, mas realizamos um serviço fundamental de apoio e diagnóstico para as clínicas, serviços médicos e hospitais. Hoje ninguém trata um câncer no Brasil sem um laudo de um patologista”, destaca.

Ele também lembra que anualmente o CEDAP abriga os quatro residentes de patologia que participam do processo de seleção do Hospital Municipal São José, dentro de sua sede física justamente para que tenham condições de uma formação primorosa, uma vez que toda infra-estrutura é disponibilizada e há um acompanhamento cuidadoso dos 11 patologistas que integram a equipe CEDAP. “Há um permanente intercâmbio com os colegas médicos das diferentes especialidades, com reuniões semanais para discussões de casos, assim como com os residentes e com os estudantes de Medicina da Univille.